Crónicas do autor:

Falar ou fazer

Parabéns, Tvi! Anacom matou 64?

A TVI deu voz aos sem-voz, a técnicos que alertam, ou explicam as falhas de empresas gananciosas e dos reguladores que nada fazem. Estamos fartos de ver na TV políticos que só opinam; a maioria está ligada a algum partido e já sabemos o que dirão. ...
falar ou fazer

Macron 17,7%: quem ganhou?

Como em Portugal e outros países da UE, quem tem ganho as eleições em recentes anos é o NABO, N-ulos, A-bstenções, B-rancos e O-utros (nanopartidos). Com uma abstenção nunca antes vista em democracia, 51,53%, o NABO somou 55,5% e Macron obteve ...

Ratings inúteis

António Costa tem razão quando refila das agências de “rating”. Há décadas que elas são influenciadas pela grande banca estrangeira. Em 2004 classificavam Portugal em AA, apesar da grande e crescente dívida pública, baixa eficácia da ...

Futuro do turismo

O livro trilingue O FUTURO DO TURISMO, THE FUTURE OF TOURISM, também em francês, de dez autores de EUA, Suécia, França, Espanha e Portugal, não é novo mas continua muito atual. Coordenado por Francisco Dias, Jack Soifer e Luís Ferreira, descreve ...

LUCRAR COM… exportar mel

Portugal tem uma forte vantagem competitiva na UE para a produção de mel, uni- ou multifloral. O rosmaninho domina no Sul, uma espécie muito apreciada entre nórdicos. No Norte o multifloral atende os mercados do Centro da Europa. E Portugal tem ...
Falar ou fazer

Montijo, Beja e carga aérea

Em Maio/11 o livro TRANSPORTES, de três especialistas, mostrou alternativas para, com limitado investimento, atualizar os nossos transportes e aumentar as exportações. Deram sugestões para o terminal dois de Portela, microinvestimentos numa torre de ...

Marcelo Rebelo de Sousa: Sampaio e a Ue após o “Brexit”

O cenário feito pelos sócios de uma seguradora, publicados num jornal que depende deles, desinforma que Portugal perderia 600 MJ com o “Brexit”. Os financistas enganam os Portugueses, para que não adiram às conversações em curso para os ...
CIêNCIA E ECONOMIA

Gestão do poder local

Há livros curtos, como este de 56 páginas, que dizem mais do que os de 300 p. Este professor de economia concretiza no debate agora reiniciado o dilema que mais preocupa os cientistas socioeconomicos, a dicotomia entre centralidade e centralização e ...

Ctt e Goldman-Sachs lesam Portugal?

Há vinte anos fundos especulativos alegadamente decidiram em Frankfurt e N.York ludibriar Portugal, como já o tinham feito com outros países. Deram ao País ratings altos, quando a dívida pública já era alta e elevaram a dívida privada. O Euro e a ...

Páginas